Cirurgias Alternativas para Perda de Peso Dieta Cetogenica

VISÃO GERAL: Existem 2,1 bilhões de pessoas obesas no mundo. Nós, na Índia, temos 97 milhões de pessoas com obesidade, das quais 25 milhões (6% da nossa população total) são obesas mórbidas. A urbanização tem sido apontada como o fator de risco mais forte para a obesidade na Índia.

A incidência de obesidade em crianças também está aumentando, como mostram as pesquisas escolares nas cidades indianas, onde quase 30% dos adolescentes dos grupos socioeconômicos mais altos da Índia apresentam excesso de peso. A tecnologia e a globalização ofereceram um novo tipo de doença à humanidade, ou seja, obesidade e diabetes. Essa nova doença é chamada de DIABESIDADE. Este é um grande desafio para todas as agências, incluindo o governo, as ONGs e o público em geral. OBESIDADE: De acordo com o Instituto Nacional de Saúde (NIH), um aumento de 20% ou mais do seu peso corporal ideal é o ponto em que o excesso de peso se torna um risco para a saúde.

A obesidade pode ser calculada por um parâmetro chamado IMC (índice de massa corporal). Isso é calculado em peso (kg) / altura (m2). Classificação da Obesidade: IMC (Kg / m2) NIH IFSO 19-24.9 Normal Normal 25-29.9 Sobrepeso 30-34.9 Classe 1 Obeso Moderado Obeso 35-39.9 Classe 2 Obeso Obeso Grave> 40 Classe 3 Obeso Obeso Mórbida> 50 Classe 4 Obeso Obesidade Obesos Super não vem sozinha. Não é apenas uma questão de olhar feio ou assimétrico, de fato, está associado a um número de condições co-mórbidas que ameaçam a vida. Algumas das co-morbidades comuns associadas à obesidade são: o Diabetes tipo 2. o Hipertensão e doença cardíaca. o Osteoartrite das articulações que suportam peso. o Apnéia do sono e problemas respiratórios. o doença do refluxo gastroesofágico e queimaduras cardíacas. o Depressão. o infertilidade.

Fígado gordo e lipidose hepática. o colapso da pele. o Pernas inchadas e úlceras na pele. o síndrome do estresse urinário. o irregularidades menstruais. o Estase venosa dos membros inferiores. o Dislipidemia. o Embolia pulmonar o Câncer. TRATAMENTO MÉDICO: A maioria dos programas de perda de peso não cirúrgicos é baseada na combinação de dieta, modificação de comportamento e exercício físico regular. Infelizmente, o tratamento médico provou ser eficaz apenas para uma pequena porcentagem de indivíduos. Estima-se que menos de 5% dos indivíduos que participam do programa de perda de peso não cirúrgico perderão uma quantidade significativa de peso e manterão essa perda por um longo período de tempo. De acordo com o NIH, a maioria das pessoas nesses programas recupera seu peso dentro de um ano, chamado de efeito yo-yo. CIRURGIA DE PERDA DE PESO (CIRURGIA BARIÁTRICA):

A cirurgia de perda de peso (cirurgia bariátrica) forneceu o período mais longo de perda de peso sustentada em pacientes para os quais todas as outras terapias falharam. A cirurgia bariátrica é uma cirurgia importante e deve ser vista em primeiro lugar como um método para aliviar uma doença debilitante. Uma meta-análise de mais de 22.000 pacientes submetidos a procedimento cirúrgico bariátrico mostrou uma resolução completa ou melhora de suas comorbidades, juntamente com a perda de peso. As indicações para cirurgia bariátrica são: IMC> 32,5 com pelo menos duas condições de comorbidade IMC > 37,5 com ou sem co-morbidades. Existem duas abordagens básicas para a cirurgia bariátrica, de acordo com o mecanismo de ação. Procedimentos Restritivos: Funciona com base no princípio de restringir a ingestão dietética do paciente.

Os procedimentos são: Manipulação de bandagem gástrica Procedimentos de má absorção da gastrectomia: Procedimentos de má absorção alteram a digestão, fazendo com que o alimento seja mal digerido e absorvido de maneira incompleta, de modo que seja eliminado nas fezes. Além da restrição, essas técnicas envolvem uma derivação do intestino delgado, limitando a absorção de calorias.

O procedimento disabsortivo comumente realizado é Bypass gástrico em Y de Roux. Todos os procedimentos acima mencionados estão sendo feitos rotineiramente por LAPAROSCOPIA (cirurgia de buraco de fechadura). A vantagem da laparoscopia é: o Recuperação mais rápida com redução da dor pós-operatória o Perda mínima de sangue, o Permanência hospitalar curta (3-4 dias) o Resultados cosméticos melhores Retorno precoce ao trabalho (dentro de 7-10 dias) PROCEDIMENTOS: LAGB (Laparosc

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *